Por: Editoria Master Experiens

  • O que é a Gestão de Pessoas?

Antes de mostrar como a sua empresa deve gerir pessoas, vamos abordar um pouco a parte conceitual dessa palavra. Portanto, Gestão de Pessoas, nada mais é que um conjunto de práticas e metodologia que objetiva administrar o comportamento dos colaboradores.

Sabe como? Aplicando técnicas que permitam o desenvolvimento do capital humano dentro do negócio. Dessa forma, uma gestão de pessoas eficiente é aquela que consegue encontrar e reter talentos dentro da empresa.

Ou seja, entendemos por gestão de pessoas a capacidade da empresa contratar um colaborador da melhor forma possível. E gastando pouco. Após a contratação, o colaborador precisa sentir aquele prazer em continuar lá trabalhando. Precisa acordar todos os dias com brilho no olhar. Você sabia que quando um colaborador deixa uma empresa, ele não está deixando a empresa, mas sim os líderes?

Portanto, o processo de gestão de pessoas, consiste em primeiro lugar em preparar líderes capazes de engajar os demais colaboradores.

  • Qual a importância da Gestão de Pessoas para a empresa?

Se você chegou até aqui já percebeu que a Gestão de Pessoas é extremamente importante para o crescimento de uma organização. Inclusive, hoje em dia muito se fala sobre o RH Estratégico. Justamente por entender a importância desse departamento dentro da empresa. Assim como o Marketing é fundamental para angariar clientes externos, o RH é o responsável pelos clientes internos.

Sim. Podemos considerar que os colaboradores são clientes internos da empresa. E podem, portanto, tornarem-se verdadeiros advogados dela. E pense o seguinte: sem funcionários motivados, a empresa perde em absolutamente todos os sentidos. Primeiramente perde-se com a rotatividade. Afinal, há um custo bem maior em ter que contratar funcionários a todo momento. Perde-se também em produtividade. Isso porque funcionários desmotivados são bem menos produtivos no seu dia a dia.

Além disso, a empresa também perde em indicação. Ou você acha que um funcionário desmotivado indica essa marca para alguém?

Por isso, o tema é tão importante. A gestão de pessoas é capaz de elevar ou então afundar uma empresa dentro de um mercado.

E, dessa forma, o empresário precisa ter um olhar muito bem apurado para esse departamento se quiser crescer.

  • Entendendo os pilares da Gestão de Pessoas

Podemos dizer que a Gestão de pessoas é então uma forma de gerenciar a equipe objetivando tirar o máximo proveito dela. Por isso, o trabalho precisa começar com a liderança. Ou seja, para ter uma boa gestão de pessoas é preciso ter uma boa gestão de líderes.

Mas, aí você pergunta: como criar uma boa Gestão de Pessoas? Há uma metodologia para isso?

A resposta é que não há uma fórmula definida, mas existem cinco pilares principais que são a base de sustentabilidade da gestão de pessoas. São eles:

  1. Motivação;
  2. Comunicação;
  3. Trabalho em equipe;
  4. Conhecimento e competência;
  5. Treinamento e desenvolvimento.

Portanto, para fazer uma gestão eficiente de pessoas é preciso saber trabalhar muito bem cada um desses passos. Então, agora estamos chegando na melhor parte deste artigo. E vamos falar como fazer a gestão de pessoas em cinco passos simples.

Portanto, para fazer uma gestão eficiente de pessoas é preciso saber trabalhar muito bem cada um desses passos.

Então, agora estamos chegando na melhor parte deste artigo. E vamos falar como fazer a gestão de pessoas em cinco passos simples.

Primeiro passo: Trabalhando a motivação

Não há como começar a fazer gestão de pessoas sem pensar em motivação. Aliás, tudo começa na motivação da equipe. Até um time de futebol, de vôlei ou de basquete, somente consegue ganhar um campeonato se estiver altamente motivado.

Por isso, consideramos este como o principal pilar que move a empresa. Aliás, ele é o motor para fazer a engrenagem girar. Como estamos falando em motivar uma equipe, precisamos entender o sentido inverso da coisa: o que faz uma equipe se desmotivar.

Vamos explicar por que é importante entender o sentido inverso.

Quando um funcionário entra para trabalhar em uma empresa, geralmente ele entra motivado, e dando o melhor de si. No entanto, com o tempo ele vai desanimando. O brilho no olhar não é mais o mesmo. Ele não expõe mais ideias. E assim vai passando os dias, meses, até que chega uma hora que simplesmente ele se torna uma luz que se apagou.

Por que isso acontece? Não há um único motivo. Mas, sim um conjunto de motivos que levam os colaboradores a simplesmente perderem a motivação.

Falta de incentivos e benefícios

Um dos motivos que leva os colaboradores a perder a motivação pelo trabalho é a falta de incentivos e benefícios. Geralmente quando estamos dando o melhor de nós em uma empresa, gostamos de ser recompensados por isso. Seja através de comissões, bonificações, elogios, ou até mesmo viagens pagas pela própria empresa.

Enfim, quando uma empresa passa a recompensar os seus colaboradores com bonificações, ela estimula a motivação. Essas bonificações podem ser por meta atingida, por tempo de empresa, ou até mesmo por uma competição saudável dentro da instituição.

Além disso, a empresa pode oferecer as bonificações mensais independentemente dos resultados alcançados como:

  • Vale alimentação;
  • Vale cultura;
  • Auxílio combustível;
  • Vale refeição;
  • Dentre outros.

Quanto mais incentivos uma empresa oferecer para os seus colaboradores, mais motivados eles estarão.

  • Segundo passo: Comunicação clara e eficiente

Se o primeiro passo para uma gestão de pessoas eficiente é a motivação, o segundo não poderia deixar de ser a comunicação. Afinal, a comunicação é a base de tudo dentro de uma organização. E se ela não for eficiente não irá gerar bons resultados. Por isso, é fundamental que a comunicação seja objetiva, transparente e que não tenha hierarquias.

Sabe por quê? Para gerar aquele sentimento de dono aos colaboradores. Isso fará com que eles se sintam como parte fundamental no processo. É preciso entender que se não houver diálogo, muitas informações se perdem no caminho. Isso pode abrir precedentes para interpretações equivocadas e até mesmo desentendimentos entre líderes e subordinados.

Portanto, uma forma de melhorar a questão da comunicação é o feedback. Ou seja, é preciso ter feedback constante na empresa. Esse feedback pode ser feito de várias maneiras, mas a melhor forma de fazê-lo é por meio da avaliação 360º. Essa é uma avaliação onde todos se avaliam. Ou seja, o colaborador avalia o seu chefe, seus colegas de equipe e subordinados caso tenham. Com esse tipo de avaliação a empresa consegue ter uma visão um pouco mais ampla sobre o relacionamento em equipe. Consequentemente, fica muito mais fácil criar estratégias para envolver todos os colaboradores em um mesmo propósito. Sendo assim, se a motivação é algo essencial para que uma empresa consiga crescer, a comunicação é também o coração do negócio.

  • Terceiro Passo: O Trabalho em equipe

Como você já deve ter percebido, os dois primeiros pilares vão levar consequentemente ao terceiro pilar. Um bom trabalho em equipe só é possível em uma empresa onde os funcionários estejam motivados e a comunicação seja eficiente. Com funcionários desmotivados, e com a comunicação cheia de ruídos vai ser difícil pensar em uma equipe que trabalha em sintonia. É preciso, que o gestor de pessoas entenda que cada um dos indivíduos traz as suas próprias características, verdades, histórias de vida. Portanto, cada um traz as suas próprias complexidades. Mas, independentemente disso, eles precisam estar sintonizados com um único objetivo: atingir as metas da empresa.

Por isso, para que a organização consiga engajar a equipe, é necessário que ela saiba claramente a sua missão, visão e valores.

A missão

Toda empresa tem uma missão que é o propósito dela existir. Essa missão precisa estar clara para todos os colaboradores. Se a empresa não tem clareza na missão, e se essa missão não é repassada para o time, como exigir que esse time trabalhe em sintonia com a empresa?

Dessa forma, uma empresa que vende produtos de cosméticos, por exemplo, precisa saber qual é a sua missão. Afinal, ela não é apenas vender cosméticos. A missão nesse caso vai muito mais além. E consiste em levar beleza para as mulheres.

Além da missão, a empresa precisa entender também a sua visão.

A visão da empresa

A visão, um pouco diferente da missão, é aonde a empresa quer chegar em um determinado período. Por exemplo: uma empresa pode querer dobrar o faturamento em cinco anos. Isso é uma visão, e ela precisa ser compartilhada com todos. A partir do momento que todos os colaboradores da empresa sabem a visão dela, eles irão trabalhar para isso.

Portanto, assim como a missão, a visão também precisa ser compartilhada.

Os valores da empresa

Por fim, a empresa precisa também ter clareza nos seus valores. E isso ajuda inclusive no próprio processo seletivo. Valores podem ser um conjunto de normas éticas, como por exemplo: ser inclusiva, estimular a equidade de gênero, e por aí vai.

Se esses valores forem bem delineados, os funcionários irão ter uma motivação em trabalhar na empresa. Muito mais do que isso. Eles passarão a ter um verdadeiro orgulho por fazer parte daquela organização. Por isso, quando falamos em trabalho em equipe, falamos em todos unidos em um mesmo propósito.

Além de deixar claro essas questões, a empresa precisa também criar dinâmicas de grupo, que podem ser feitas de forma leve e descontraída. Isso irá colaborar para um melhor ambiente de trabalho, estimulando assim o companheirismo dentro da organização. Além disso, a empresa precisa também estimular momentos de integração fora da empresa, promovendo happy hours, festas de encerramento e outros tipos de confraternização.

  • Quarto passo – Desenvolver conhecimento e competência

A empresa precisa ter em mente que não existe um funcionário totalmente completo.

Dessa forma, é preciso estimular tanto o conhecimento técnico como também algumas competências necessárias para desempenhar determinada função. Inclusive, todo mundo se sente muito mais motivado quando tem a possibilidade de aprender diariamente dentro da empresa. E sabe quem poderá dizer quais são os conhecimentos e competências que precisam ser desenvolvidos? Os próprios líderes de departamento.

Isso geralmente é feito por meio de uma avaliação de desempenho. A empresa consegue então saber quais são as principais competências que precisam ser desenvolvidas em cada área. Feito isso, é preciso estipular um peso para cada quesito que julgar mais importante, e então aplicar uma avaliação periodicamente.

Por meio dessa avaliação, tanto a empresa quanto o colaborador conseguirão saber o que precisa ser melhorado. Ou seja, quais são as competências que precisam ser desenvolvidas pois estão falhas, e quais são as competências que precisam ser potencializadas. Assim, fica bem mais fácil traçar um plano de treinamentos que vai de encontro aos próprios objetivos da empresa.

E é o treinamento e o desenvolvimento, o último passo que vamos falar a seguir.

  • Quinto Passo – Treinamento e desenvolvimento

Esse é o último passo, e talvez um dos mais importantes para que a gestão de pessoas tenha realmente sucesso dentro da organização. Afinal, é por meio do treinamento e do desenvolvimento que os colaboradores irão se potencializar, e tornarem-se cada dia melhores. Portanto, a empresa, sabendo quais são as potencialidades necessárias que deseja atingir, irá estimular o conhecimento dentro da organização. Isso pode vir através da promoção de cursos internos, ou também de cursos externos a fim de melhorar continuamente o ambiente de trabalho.

Contudo, é preciso deixar claro que é preciso não somente oferecer treinamentos com conteúdo técnicos, mas também comportamentais. Para isso, o gestor de pessoas precisa ter muito claro em mente o que são habilidades hard skill e soft skill.

Habilidades Hard Skill

As habilidades Hard Skill são aquelas que estão no currículo de uma pessoa. Ou seja, são facilmente identificáveis.

Isso quer dizer que para ocupar uma vaga de analista financeiro, a pessoa terá que ter conhecimentos técnicos de finanças.

Esse tipo de conhecimento é chamado de hard skill. Portanto, o hard skill pode ser considerado o conhecimento técnico de uma determinada área.

E quanto mais cursos e treinamentos a empresa oferecer nesse sentido, mais habilidades o trabalhador vai conquistando.

Consequentemente, o seu trabalho vai ficando cada vez melhor e a empresa vai atingindo assim melhores resultados.

Habilidades Soft Skill

Por habilidades soft skill entendemos aquelas que não podem ser mensuradas em um currículo.

Dessa forma, elas são habilidades que não estão relacionadas à questão do conhecimento técnico, mas sim, em relação à questão comportamental.

Dependendo da vaga que uma pessoa irá ocupar dentro de uma organização, ela precisará ter um determinado tipo de comportamento.

Por exemplo, um programador não precisa necessariamente desenvolver a sua desenvoltura de falar em público.

Já um gerente de marketing, ou um profissional de propaganda, deverá ter esse tipo de habilidade desenvolvida.

Geralmente, para cada tipo de profissão existem algumas habilidades soft skill que precisam ser mais bem trabalhadas.

No entanto, a empatia e a cooperação são habilidades soft skill que todos os colaboradores da empresa precisam desenvolver.

Dessa maneira, o gestor de pessoas precisa ter muita clareza sobre quais são as habilidades soft skill necessárias para cada vaga, para então promover treinamentos para desenvolvê-las.

  • Sua empresa está preparada para a gestão de pessoas?

Conforme vimos durante este artigo, é possível fazer a Gestão de Pessoas em cinco passos.

Contudo, a sua empresa precisa estar preparada para gerir pessoas. E isso consiste em montar uma boa equipe de gestão de pessoas.

Por isso, os profissionais que irão compor a equipe de gestão de pessoas precisam ser altamente preparados para o cargo.

Afinal, são eles que irão criar todo o planejamento estratégico para conseguir trabalhar a liderança e todos os demais colaboradores.

Com uma equipe altamente competente, é possível criar um RH realmente estratégico, objetivando assim os resultados desejados.

Porém, é preciso que esses resultados sejam muito bem delineados. E que também sejam comunicados para toda a instituição.

Se não houver um planejamento muito bem feito, certamente a empresa não conseguirá aplicar uma gestão de pessoas eficiente.

Portanto, se a sua empresa pretende se destacar no mercado de trabalho, é bom estar atenta a todas as questões que aqui abordamos.

Aplicando esse passo a passo, certamente o seu estabelecimento estará bem na frente do seu concorrente.

Gostou deste artigo? Então deixe o seu comentário, sua sugestão e compartilhe com seus amigos e colegas nas redes sociais.

Redes Sociais Master Experiens:

Youtube: https://bit.ly/ConviteVIPInscreverMaster

Instagram: https://www.instagram.com/masterexperiens

Facebook: https://www.facebook.com/masterexperiens

Twitter: https://twitter.com/MasterExper

Linkedin: http://bit.ly/LinkedInMasterExperiens

Sistema ADG | A Arte da Gestão 2020: https://www.aartedagestao.com.br